Home / Documentos / Documentos Revelados / Roswell Update : “Testemunha ocular revela que viu 2 corpos alienígenas no UFO de Roswell”

Roswell Update : “Testemunha ocular revela que viu 2 corpos alienígenas no UFO de Roswell”

EXCLUSIVO: De acordo com testemunha, dois corpos de alienígenas mortos foram encontrados nos destroços de um disco voador que foi descoberto pelos militares norte-americanos em Roswell em 1947.

A Mutual UFO Network (MUFON) recebeu um relatório de um engenheiro aposentado que afirma ter entrevistado um soldador que “cortou” o disco voador que se chocou no deserto do Novo México, nos arredores de Roswell, há mais de 69 anos.

Em um relatório detalhado, o engenheiro – que não revelou o nome – alegou ter realizado a entrevista em 1970, 23 anos após o evento lendário.

Roswell esteve no centro da cena OVNI desde que o exército anunciou em um comunicado de imprensa que havia encontrado os restos de um disco voador que havia caído no deserto próximo, em julho de 1947.

Mas no dia seguinte, ele retirou a declaração, dizendo que era de fato um balão de ar danificado da Força Aérea dos EUA.

Testemunhas mais tarde revelaram que haviam corpos estranhos dentro da “nave acidentada”,e que juntamente com os destroços foram levados para a misteriosa base secreta da Área 51 em Nevada.

No relatório enviado para a MUFON, o ex-engenheiro primeiro explicou como a entrevista foi feita.

Ele disse: “Entrei para a equipe do então novo campus da Universidade da Califórnia em Santa Cruz.

“Houve vários avistamentos de OVNIs nas montanhas atrás do campus em 1969 e relatados à Universidade.

“Pediram-me para entrevistar três pessoas e arquivar um relatório.

“Eu não conseguia encontrar nenhuma credibilidade ou evidência nesses eventos, mas, porque era um campus pequeno e todos na Ciência sabiam o que estava acontecendo, eu tenho a reputação indesejada de alguém que sabia sobre OVNIs”.

Os engenheiros alegaram que isso o levou a ser apresentado ao soldador que teria sido empregado na força aérea dos EUA na base de Roswell no momento do acidente

.

Ele disse: “O indivíduo que eu entrevistei era um soldador  e depois da guerra foi empregado na Roswell Air Force soldagem base de gabaritos e equipamentos para manutenção de aeronaves”.

Ele disse que o soldador revelou como ele foi encarregado de levar um maçarico de corte para uma missão no deserto e foi quando eles chegaram ao local do acidente.

O engenheiro disse no relatório: “Ele [o soldador] disse que eles tinham um caminhão de plataforma carregado de destroços e havia soldados em pegando cada pedaço de destroços e colocando-os em sacos de pano.

“Disse que afastaram um pouco mais distante dos destroços e encontraram um segundo grupo de soldados que estavam em torno de um UFO intacto.

“Ele disse que a vegetação havia sido derrubada indicando que a nave tinha derrapado no chão até parar em uma depressão natural com o lado de trás um pouco fora do chão.

“Ele descreveu a nave como tendo cerca de 25/26 pés de diâmetro e com uma grande cúpula em cima.

“Disse que o objeto tinha “cor do chá fraco ” e com um revestimento polido.

“Ele disse que não havia sinais de marcas de solda, costuras ou rebites e que todas as bordas tinham um raio interno ou externo, não havia janelas ou aberturas visíveis”.

O soldador descreveu ser dito para cortar uma abertura na cúpula grande o suficiente para um homem para rastejar através.

O relatório disse que ele começou a cortar um buraco da base da cúpula.

“Ele disse que era uma liga resistente e o corte era lento, mas o material era surpreendentemente fino. Ele tentou dobrar o metal fora de seu caminho como ele estava cortando, mas o metal voltaria a sua forma original sem vincar”.

Isso reflete reivindicações separadas feitas durante uma entrevista no início deste ano, quando uma mulher alegadamente disse ter manipulado material “, que veio do disco voador que não poderia ser cortado ou queimado e recuperaria sua forma se amassado” quando envelhecido 10 em 1957.

O relatório continuou: “Ele terminou o corte e colocou a peça de metal de lado e olhou para o cockpit por alguns segundos antes de ser mandado para fora da nave.

“Ele disse que era difícil ver muito longe  por causa do brilho das luzes portáteis e do cockpit estava cheio de fumaça por causa do maçarico de corte.

“Ele disse que viu dois seres que pareciam estar mortos.

“Ele disse que o cockpit tinha um cheiro forte de amônia.

“Ele descreveu os dois seres como sendo cerca de 4 pés de altura, mas eles estavam dobrados e por isso era difícil dizer.

“Eles estavam vestindo o que ele disse que eram roupas de vôo purpúreo apertadas na pele que lembravam de lantejoulas.

“Ele descreveu suas cabeças como o que agora chamamos de Grays. Ele disse que não haviam instrumentos visíveis que ele pudesse ver.”

O soldador supostamente revelou que ele foi avisado para ficar em silêncio após o retorno à base.

O relatório do engenheiro dizia: “Ele disse que estava escuro quando chegaram e ele foi escoltado por guardas armados até um prédio para um interrogatório.

Disse que haviam diversos oficiais de alto nível  junto com quatro ou cinco civis de ternos.

“Ele disse que depois que ele foi interrogado foi dito que ele não estava autorizado a falar sobre o que ele tinha visto pois seria um segredo de Estado e se ele fosse pego divulgando qualquer coisa, ele iria passar o resto de sua vida na prisão ou pior.

“Ele estava morrendo de medo pela ameaça e meu amigo e eu somos as únicas pessoas para quem ele contou e isso foi 23 anos depois do evento.”

O engenheiro aposentado disse que prometeu ao soldador não retransmitir sua história até depois de sua morte, que aconteceu no final dos anos 80.

Não está claro por que seu relatório só foi enviado agora à MUFON, com sede nos EUA, que é a maior organização do mundo dedicada à investigação de OVNIs e alienígenas.

“Ele forneceu muito mais informações que eu afirmei, mas a entrevista foi quase 50 anos atrás e posso ter esquecido.

– Acho que ele estava dizendo a verdade.

“Eu compartilhei meu conhecimento desta entrevista com um par de investigadores mas eu penso que duvidaram minha credibilidade.”

MUFON está investigando as reivindicações, mas a organização já admitiu que às vezes é enviado material completamente fictício e falso.

Check Also

Profecia de 1948 revela quem seria o colonizador de Marte

Será que obra se refere ao visionário Elon Musk? O engenheiro aeroespacial Wernher von Braun, …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *